Arquitetura & Decoração

escritórios

Use a mais potente estratégia de comunicação!

Tenho que confessar: sou fã de carteirinha da simpatia demonstrada pelo ex-presidente americano Barack Obama enquanto esteve no poder. Pode até ter sido treinado, mas o fato é que o homem esbanjou charme, carisma, estava sempre alinhado, valorizava publicamente sua companheira e sempre se apresentava em público com um sorriso devastador. Depois daquele sorriso, as palavras desfilavam como música agradável aos ouvidos atentos. Até os discursos mais enérgicos reforçavam a autoridade sem comprometer a conexão. Sim, Obama ocupa , na minha opinião, lugar de honra entre os maiores oradores que o mundo conheceu. Esta constatação traz também uma excelente notícia: sua principal arma está disponível a qualquer pessoa. Ele sabe usar o sorriso a seu favor e sorrir é a primeira e mais potente estratégia de comunicação.

 

Comece a observar como o sorriso abre caminhos. É praticamente um convite ao relacionamento, como se alguém nos estendesse a mão para dizer: olá, que bom estar com você! Como posso te ajudar?! É absolutamente gratificante encontrar alguém assim num hospital, na rua quando pedimos informações, na feira ou no cinema.  E o contrário também é verdadeiro- a expressão facial truncada impede a interação social e compromete a possibilidade de comunicação.  Me lembro dos anos de entrevistas nas ruas.  A equipe de reportagem se colocava à postos nas calçadas vendo o público passar e fazia um rápido mapeamento antes de abordar uma pessoa. Obviamente os sorrisos funcionavam como imã para o microfone.

 

Sorrir é comunicar, é partilhar, é, acima de tudo, relacionar. Não estamos falando do sorriso irônico, do movimento facial carregado de jogos emocionais. A potência está justamente na verdade, no desejo sincero de compartilhamento. Um dos primeiros estudos científico sobre o sorriso foi realizado no século XIX por Guillaume Duchenne de Boulogne, autor do livro Mecanismo da Fisionomia Humana (1862). Em sua pesquisa, o médico e investigador francês estimulava diversos músculos da face de um homem que perdera a sensibilidade à dor. Ele concluiu que quando ativava apenas o músculo zigomático maior- que puxa para cima as comissuras dos lábios- o indivíduo não transmitia felicidade. No entanto, quando algo o divertia verdadeiramente, o músculo orbicular das pálpebras também se movimentava”. (1) Começou por aí a associação do sorriso com o bem estar, com a predisposição para relacionar.

 

Pense, por alguns segundos, em pessoas com as quais você convive, que têm o hábito sorrir com frequência. Como é bom estar ao lado destes seres iluminados tão abertos à comunicação! E já que não convivo com o ex-presidente Americano, faço aqui um apelo para que passemos a usar mais esta estratégia de comunicação. Por que não sorrir junto com o bom dia de todas as manhãs? Por que muitos gestores são carrancudos? Quem disse que sorrir compromete a autoridade?

Temos muito que aprender em matéria de comunicação. Infelizmente perdemos grandes oportunidades de nos comunicar porque negligenciamos  essa arma para estimular novos relacionamentos, alavancar vendas, e até mesmo estimular o perdão. Ouse sorrir mais. Você só tem a ganhar!!!

 

Mira Graçano | Consultoria de Comunicação e Treinamentos. Palestrante , Jornalista, Coach, Cerimonialista.

ÚLTIMAS COLUNAS

Não, esse título não está equivocado!
É exatamente isso que quero dizer e esta frase demonstra um dos erros comuns que cometemos quando se trata de relacionamento humano.

Ouvi essa frase pela primeira vez enquanto assistia uma palestra do TED TALK. Minha curiosidade foi aguçada e não desgrudei os olhos do computador enquanto a palestrante Mel Robbins explicava porque o nosso cérebro busca automaticamente repetir ações, comportamentos,

Sempre trabalhei com informação. Mais precisamente, 26 anos buscando, produzindo e transmitindo informação através dos programas jornalísticos de rádios e televisões. Era uma loucura deliciosa investigar os fatos, correr atrás dos furos de notícias, acompanhar polícia, governos, artistas, gente de todo tipo, o tempo todo.

Scroll Up