Arquitetura & Decoração

escritórios

DERMATITE DE CONTATO

Algumas substâncias químicas que entram em contato com a pele podem desencadear uma reação alérgica chamada dermatite de contato alérgica.  As substâncias que causam esse tipo de alergia são denominadas substâncias alergênicas.

A dermatite de contato alérgica é caracterizada na fase aguda por lesões avermelhadas, com formação de pequenas bolhas, com coceira local. Na fase mais crônica da doença as lesões tornam-se mais secas e descamativas.

A reação pode ocorrer 24 a 48 horas após o contato com a substância alergênica. As causas mais frequentes são: níquel, formaldeído, propilenoglicol, parabenos e o tolueno (resina do esmalte). A dermatite de contato alérgica presente nas pálpebras, por exemplo, na maioria dos casos é devido ao esmalte de unhas.

O tratamento da dermatite de contato requer o afastamento do da substância alergênica que causa a reação. A indicação de medicamentos depende da gravidade dos sintomas e da extensão das lesões.

Para prevenir as reações é importante identificar qual é a substância alergênica que causa a alergia.

O médico especialista em Alergia e Imunologia pode realizar o Teste de Contato Alérgico, que avalia cerca de 40 substâncias, para identificar a que causa a reação alérgica.

Ficha Técnica:

Texto: Loraine Landgraf
Arte e Publicação: Raquel Lima
Imagem: Gabriela Schaefer, Fábio GontijoHippo Drs., Remédio-Caseiro

 

 

ÚLTIMAS COLUNAS

A chegada da primavera enche as cidades de flores em um colorido especial, porém a mais bonita estação do ano nos traz a alergia ao pólen ou polinose…

Scroll Up