Coluna: Sustentabilidade

O sabão feito com óleo de cozinha é biodegradável? O que é possível fazer para reaproveitar aquele óleo que já não serve mais para fritura? Essas são as dúvidas das leitoras Bruna e da Vágila Frota.

A primeira resposta é para a Bruna. O sabão caseiro é biodegradável, pois é decomposto por micro-organismos em um curto espaço de tempo. Mas atenção: o fato de ele ser biodegradável não significa que não possa causar algum dano ao ecossistema. O sabão é eliminado na água junto com a sujeira e, quando chega ao esgoto, se este não for tratado corretamente, vai para rios e lagos. Dessa maneira, ele pode se tornar um agente poluidor.

Os designers Julia Zhu e Tab Chao desenvolveram o conceito de um ventilador de teto capaz de reutilizar a energia necessária para o seu funcionamento. Batizado de “Self-Generator”, o aparelho captura o restante da energia mecânica gerada depois que é desligado, transformando-a em energia elétrica e armazenando-a num capacitador, para ser usada na próxima vez que for ligado.

A ideia de conseguir manter uma horta, para muitos, é sinônimo de morar em uma fazenda ou em uma casa grande com um quintal espaçoso, além, claro, de ter muito tempo livre para cuidar das plantas.

As primeiras câmeras fotográficas foram criadas no do século 19, mas apenas nas décadas seguintes elas se consolidaram. Por incrível que pareça, o método pouco mudou até os anos 2000, quando a digitalização entrou em cena e os filmes foram substituídos por cartões de memória.

Carregar mais